Mobilidade é a pior dimensão do bem-estar urbano no Rio de Janeiro

Mobilidade é a pior dimensão do bem-estar urbano no Rio de Janeiro

O Observatório das Metrópoles apresenta os resultados do “Índice de bem-estar urbano local ” para a RM do Rio de Janeiro. Nesta análise Raquel de Lucena Oliveira e João Luiz Nery mostram que a mobilidade urbana foi a que obteve os piores índices. Dos 338 bairros existentes na metrópole do Rio, 240 apresentaram condições de mobilidade ruim ou muito ruim – o que representa 71% das áreas. Isso significa que muitos moradores gastam mais tempo no deslocamento casa-trabalho, gerando fortes impactos na sua condição de bem-estar.

Clique aqui para baixar o PDF